Parcerias:

(38) 3690-6600
(38)9 8826-9082

Por que devo fazer publicações científicas?


Você, acadêmico, já se perguntou qual é a função da publicação científica? 

A publicação é a finalização da pesquisa, é a contribuição social do autor, e é por meio dela que poderá ser contada a história de um determinado estudo e seus respectivos achados. A publicação de um artigo científico é uma forma de transmitir à comunidade técnico-científica o conhecimento de novas descobertas, e o desenvolvimento de novos materiais, técnicas e métodos de análise nas diversas áreas da ciência.

Nesse sentido, o coordenador do Centro de Pesquisa da Faculdade Funorte, Arlen Duarte, explica sobre as revistas existentes na faculdade, sobre o processo de submissão, bem como a importância das publicações no percurso acadêmico. “A Funorte possui duas revistas científicas: a Revista Bionorte, centrada na área das Ciências da Saúde, e a Revista Humanidades (Montes Claros), uma publicação da área Inter e Multidisciplinar vocacionada para a interlocução entre a Ciência e a Sociedade. Ambas revistas possuem indexações que demonstram a sua qualidade e seriedade no processo de seleção e publicação de artigos científicos. As indexações funcionam como um “selo de qualidade”. Para que uma revista científica seja indexada, algumas bases de dados exigem critérios de qualidade e, principalmente, a manutenção destes critérios, por isso, cada indexação é uma vitória para o periódico. Quando atendemos estes critérios, a revista aparece nas buscas de artigos científicos da Base de Dados, aumentando a visibilidade do trabalho e, consequentemente, dos autores.”

Em um curso superior, a formação acadêmica não se limita ao cotidiano da sala de aula. Assistir às aulas, fazer os trabalhos e sair-se bem nas avaliações está longe de ser o suficiente, garante Duarte. Ele salienta que ao longo dos cursos de graduação, o acadêmico deve preocupar-se com o contínuo enriquecimento de sua formação, participando de eventos científicos, participando de grupos de iniciação científica e publicando artigos com o apoio dos professores orientadores.“O estudante que se preocupa com o campo da pesquisa, desenvolve habilidades de escrita, oratória, análise crítica de textos, método de busca de materiais científicos e, principalmente, desenvolve a autonomia em suas atividades. Além disso, as publicações agregam muito valor ao seu currículo e aumentam a sua probabilidade de aprovação em concursos, programas de pós-graduação (Mestrado e Doutorado) e oportunidades de emprego”.

Duarte lembra ainda que redigir um artigo científico proporcionará uma boa experiência profissional, e contribuirá para enriquecer o currículo acadêmico, aumentando assim as chances de se obter uma melhor colocação no mercado de trabalho. Algumas dicas, segundo ele, são valiosas para um bom artigo científico: “Toda investigação se inicia com uma problemática muito bem definida, ou seja, o que se quer pesquisar precisa ser relevante. Outro passo importante é ler muito sobre o assunto, esgotar a literatura nacional e internacional para entender quais são as lacunas que precisam ser preenchidas dentro do assunto, pois a sua intenção é contribuir com aquilo que ainda não está esclarecido. Participar de grupos de pesquisa e iniciação científica é fundamental para ampliar a sua capacidade de pensamento crítico e reflexivo, além de melhorar as suas habilidades de escrita e leitura.”

Visite o link abaixo e acesse as revistas da Funorte - http://revistas.funorte.edu.br/revistas/

 


Publicada em: 29/07/2020
Tags: