Entre os dias 28 e 29 de setembro, acadêmicos do curso de Psicologia Fasi realizaram visita técnica a Comunidade Noiva do Cordeiro, situada na cidade de Belo Vale/MG. Realizada como atividade da disciplina Psicologia Social Comunitária, a visita foi acompanhada pela professora Jaciany Serafim.

Antes do passeio, os alunos conheciam a história da comunidade através de um documentário utilizado pela professora em suas aulas a fim de possibilitar o conhecimento sobre a atuação da Psicologia em comunidades. A visita técnica objetivou  integrar o ensino teórico à prática, desenvolver um olhar crítico para a Psicologia, bem como fortalecer a relevância desta atuação com compromisso ético e político.

Durante a atividade, os acadêmicos tiveram a oportunidade de interagir com aproximadamente 320 moradores de “Noiva do cordeiro”, comunidade rural liderada por mulheres, que desenvolveu um modo de vida alternativo e sustentável, com partilha de bens e fim da religião institucionalizada.

A professora Jaciany destaca a importância da visita para o desenvolvimento prático dos estudantes. “A integração entre acadêmicos e comunidade proporcionou uma experiência enriquecedora para os envolvidos, pois, além de possibilitar o aprendizado mediante vivências da vida cotidiana, possibilita o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias à atuação profissional nos tempos atuais, além da formação humana ética e solidária”, relata a docente.

Nilson de Jesus O. Junior, acadêmico do 4º período do curso de Psicologia matutino, ressalta as experiências que a visita proporcionou. “A visita à Comunidade de Noiva do Cordeiro foi sensacional e transformadora. Ter a oportunidade de colocar em prática as questões e conceitos dos conteúdos vistos em sala de aula acerca dos estudos sobre as comunidades foi enriquecedor. Percebemos também como é importante conhecer a história das comunidades e as diversas transformações pelas quais passaram ao longo dos tempos para compreender o comportamento do grupo. Enfim, foi uma experiência única!”, concluiu Nilson.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *